Eficácia, o eterno desafio.

1 Posted by - 31 de Julho de 2014 - Guest, Opinions

Escrever este ano sobre eficácia, transporta-nos não só ao ao pragmatismo do conceito, mas acima de tudo a um timing muito preciso que é o 10º Aniversário dos Prémios à Eficácia. Poderia estar a dissertar sobre casos e mais casos de campanhas amplamente eficazes, mas interessa hoje e agora distinguir esta iniciativa que há dez anos foi inovadora no mercado da comunicação publicitária em Portugal e hoje é já, reconhecido por todos os agentes, como um caso de sucesso.

Esgotado que está o tema da crise, não só porque já é um lugar comum mas acima de tudo porque os sorrisos de uma recuperação se esbatem nos pressupostos orçamentais, gostaria de me debruçar um pouco sobre o crescimento do digital – internet – que mês após mês se vai impondo nos shares de investimento. Na realidade a web parece um sistema fácil : se alguém clicar no “espaço publicitário digital”, então ele funcionou. Não é tão simples assim. Com uma transferência bastante importante de budgets para a internet e uma enorme variedade de ferramentas para promover as mensagens, os anunciantes verificam que apenas contar os clicks não basta. Querem acima de tudo um retorno detalhado sobre a eficácia dos seus pushs de marketing online, quando e como toda a interação com a web se transformou em vendas efetivas e compreender como o seu mix de marketing online funcionou numa estratégia de comunicação multimédia. Em suma, como é que o digital permite identificar o comportamento de uma marca ao mesmo tempo que a dirige para um target específico. Mais de uma moda, importa ter consciência que o digital é eficaz. Que o é não tenho dúvidas e que o futuro lhe pertence também, não obstante os inúmeros funerais que se têm feito ao longo dos anos aos meios tradicionais, sem sucesso.

O futuro coloca o eterno desafio da sobrevivência destes meios face à quebra de investimentos de que são alvo. Uma tarefa difícil mas que deverá apelar à criatividade e empenho de toda a indústria. No que diz respeito ao OOH, um meio tradicionalmente fixo vai adquirindo de um modo gradual uma dinâmica própria e hoje é normal o cidadão confrontar-se com peças de mobiliário urbano criativamente modificadas, interativas e preparadas para ligação direta às redes sociais ou páginas web das marcas, ativações volumétricas e outras ações que apelem à imaginação.

Apelemos também à imaginação e sejam bem vindos à 20ª Edição dos Prémios à Eficácia 2024.

José Carlos Lucas
(Sales Supervisor CEMUSA Portugal)

Fonte: Briefing – Julho 2014